Reis da música eletrónica Daft Punk chegam ao fim

Reis da música eletrónica Daft Punk chegam ao fim

22/02/2021 0 Por Carlos Joaquim
A dupla francesa anuncia separação ao fim de uma carreira de quase três décadas, em que fizeram várias gerações dançar ao som de temas como “One More Time” ou “Get Lucky”.
Os franceses Daft Punk, que ajudaram a definir o som da música eletrónica nas últimas décadas, anunciaram o fim da carreira, ao fim de 28 anos de existência.
A dupla francesa divulgou um vídeo intitulado “Epilogue” na página oficial, ao qual acrescentaram a data de início e de fim. À publicação Pitchfork inicialmente, e a múltiplos meios desde então, a agente confirmou a separação do duo, sem adiantar mais razões.
Os Daft Punk surgiram no começo dos anos 1990 pela mão de dois amigos que se conheceram na escola em Paris: Thomas Bangalter e Guy-Manuel de Homem-Christo, de ascendência portuguesa.
Lançaram o primeiro álbum, “Homework”, em 1997, do qual saíram os primeiros êxitos do grupo: “Around the world” e “Da Funk”, que moldaram a mistura de house e pop na música eletrónica.
Os Daft Punk sempre foram discretos em relação à identidade de cada um dos músicos. Em público apareceram quase sempre de máscara no rosto, em particular com capacetes e guarda-roupa futurista, que marcaram a identidade visual do grupo.
Em quase trinta anos de existência, o mais bem-sucedido e influente grupo francês de música eletrónica lançou ainda três outros álbuns: “Discovery” (2001), “Human after all” (2005) e “Random Access Memory” (2013), além da banda sonora do filme “Tron: Legacy” (2010).
O estatuto de estrelas internacionais, com vendas de milhões de exemplares, foi amparado por temas como “One More Time” e “Get Lucky”, com a participação do guitarrista Nile Rodgers e Pharrell Williams.
Atuaram em Portugal em agosto de 2006 no festival Sudoeste, na Zambujeira do Mar.
Imagem: Renascença