Dois surtos em lares de Estarreja, 41 casos ativos e dois utentes em estado grave

Dois surtos em lares de Estarreja, 41 casos ativos e dois utentes em estado grave

03/01/2021 0 Por Carlos Joaquim

Dois surtos de infeção com o novo coronavírus foram registados em dois lares de idosos em Estarreja, havendo 41 casos ativos, dos quais 30 são utentes e dois foram internados, divulgou hoje a autarquia.

“Os utentes estão sob vigilância e na sua maioria estáveis, havendo assintomáticos e sintomáticos. Dois utentes da Humanitária de Salreu estão internados no Hospital de Aveiro, em estado grave”, dá conta o presidente da Câmara e responsável máximo da proteção civil municipal, Diamantino Sabina, em nota enviada à Lusa.

Quanto à situação atual nas IPSS afetadas, segundo a mesma fonte, na Associação Humanitária de Salreu, com 37 utentes, 13 estão positivos e dois foram internados e, dos 17 funcionários de que a instituição dispõe, cinco testaram positivo.

Na Fundação Cónego Filipe, onde se deu o outro surto, dos 47 utentes 17 testaram positivo, o mesmo acontecendo com seis dos seus 54 funcionários, sendo que, até segunda feira, deverão ser testados todos os funcionários.

Na reunião de hoje as duas IPSS “deram nota das maiores dificuldades sentidas, nomeadamente ao nível de recursos humanos, para assegurar os cuidados necessários aos utentes, que se encontram divididos em isolamento profilático em áreas não Covid, ou em áreas Covid, consoante a sua situação clínica”.

O município está a tentar controlar a situação, a reunir esforços e a articular com as entidades locais para dar uma resposta rápida a uma eventual necessidade de mobilização de idosos não infetados”, assegura a nota informativa.

Diamantino Sabina garante que estão a ser desenvolvidas `démarches´ para acionar as Áreas de Retaguarda locais e está a ser convocada a rede local de IPSS, para a possível cedência de recursos humanos, além de, junto da Segurança Social, ativar as brigadas de intervenção rápidas.

É também lançado um apelo aos auxiliares, enfermeiros e médicos, para que participem na Bolsa Municipal de Voluntários Técnicos, para dar apoio às IPSS e ao funcionamento do equipamento de retaguarda, na prestação dos cuidados aos idosos.

“A Câmara Municipal de Estarreja continua a garantir a estas instituições Equipamento de Proteção Individual (EPI)”, assegura.

Após o aparecimento de casos positivos de covid-19 no final do ano, a delegada de saúde de Estarreja promoveu a testagem, nos dias 30 e 31 de dezembro de 2020 e 02 de janeiro de 2021, de utentes e funcionários das respostas de Estrutura Residencial para Pessoas Idosas da Associação Humanitária de Salreu e da Fundação Cónego Filipe Figueiredo, onde foram acionados os respetivos Planos de Contingência.

Face aos resultados, o presidente da Câmara marcou uma reunião de emergência, realizada hoje à tarde, com a presença do executivo e técnicos municipais, da Delegação de Saúde Pública Local e dos responsáveis das equipas diretivas, médicas e técnicas das duas instituições afetadas.

Lusa