Depressão Ernesto está a chegar e fica até amanhã

07/12/2020 0 Por Carlos Joaquim

Os primeiros sinais são o vento forte, que obrigou o IPMA a colocar nove distritos sob aviso amarelo. Mas a nova depressão traz também chuva, frio e agitação marítima.

Portugal continental vai ser afetado, a partir da tarde desta segunda e até terça-feira, pela passagem da depressão Ernesto, que vai causar agitação marítima, vento forte, precipitação, neve e descida da temperatura, informa o IPMA.

Em comunicado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera precisa que os efeitos da depressão Ernesto em Portugal continental serão sentidos pelo aumento da intensidade do vento a partir da tarde.

Estão previstas rajadas de vento até 70 quilómetros por hora no litoral a norte do Cabo Mondego e até 100 quilómetros por hora nas terras altas

Por causa do vento, o IPMA colocou sob aviso amarelo os distritos de Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Aveiro, Castelo Branco, Coimbra e Braga até às 6h00 de terça-feira.

A depressão Ernesto vai também trazer ao continente, um aumento da agitação marítima, na costa ocidental, com ondas de noroeste e altura significativa de 4 a 5 metros a norte do Cabo Raso.

Devido a esta situação, o IPMA colocou sob aviso amarelo os distritos de Viana do Castelo, Porto, Aveiro, Lisboa, Leiria, Coimbra e Braga até às 15h00 de terça-feira.

De acordo com o IPMA, está também prevista a ocorrência de períodos de chuva ou aguaceiros, mais frequentes no Norte e Centro, que serão na forma de neve nas cotas acima de 1.400/1.600 metros e descendo gradualmente para 1.000/1.200 metros.

Por causa da queda de neve, o IPMA emitiu aviso amarelo para os distritos de Bragança, Guarda, Vila Real, Braga e Castelo Branco até às 12h00 de terça-feira.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA adianta ainda que devido ao transporte de uma massa de ar frio na circulação conjunta da referida depressão com um anticiclone localizado a sul dos Açores, prevê-se também uma descida de temperatura até quarta-feira.

Lusa