Águeda | Histórias “saem” da Biblioteca e “viajam” pelas freguesias

Águeda | Histórias “saem” da Biblioteca e “viajam” pelas freguesias

29/10/2020 0 Por Carlos Joaquim

Projeto arranca no próximo sábado, na sede da União de Freguesias de Águeda e Borralha, seguindo, depois, para Aguada de Cima

A Biblioteca Municipal Manuel Alegre (BMMA), numa ação descentralizadora, “desloca-se” às freguesias de todo o Concelho, levando as suas histórias. Esta iniciativa, intitulada “Histórias nas Freguesias”, consiste em sessões presenciais de leitura/narração oral e partilha “à volta da palavra lida, contada e escutada”, que arranca no próximo sábado, às 21h30, na União de Freguesias (UF) de Águeda e Borralha (Escola do Adro).

Neste espaço de diálogo cultural, num ambiente intimista e onde “não há um guião definido”, o animador terá a “responsabilidade” de narrar duas histórias, uma no início e outra no final de cada sessão. Pelo “meio”, os participantes, em jeito de tertúlia, poderão ler um trecho de um livro que têm na mesinha de cabeceira ou qualquer outro que tenha sido marcante na sua vida, contando as histórias a eles associadas, ou ainda apresentar textos da sua autoria. As propostas não são estanques, o ambiente é informal e descontraído, permitindo que cada sessão decorra de uma forma espontânea e com total liberdade criativa.

Este conceito, onde as histórias “saem” da BMMA para se instalarem nas Juntas e Uniões de Freguesias, surge, segundo refere Elsa Corga, Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Águeda, “no âmbito da missão de alargamento da comunidade leitora, levando a biblioteca para fora de portas e adotando uma metodologia participativa em que tanto as Juntas como a comunidade contribuem ativamente em cada sessão”.

Esta ação vai decorrer “uma vez por mês à escolha do freguês”, sempre no último sábado, num périplo pelas 11 freguesias do Concelho. Para já, depois deste arranque no sábado, está agendada a próxima sessão, no último sábado de novembro (dia 28), também às 21h30, no salão da Junta de Freguesia de Aguada de Cima.

É objetivo, dentro do conceito definido, que cada Junta nomeie um representante que participará na sessão que decorrer na Junta seguinte, passando, assim, simbolicamente, o “testemunho” e ligando as 11 freguesias/uniões em torno do livro e da leitura.

As restantes sessões carecem ainda de articulação de data e definição de lugar, com as diferentes Juntas e Uniões de Freguesias e cuja programação poderá ser consultada, após confirmação, na página da BMMA no Facebook, onde será feita a divulgação de cada sessão deste projeto.

Dada a situação de contingência que vivemos, a participação nestas sessões é limitada, devendo os interessados fazer a sua inscrição prévia através do serviço educativo da BMMA (bmma.educativo@cm-agueda.pt).

Refira-se que, paralelamente a esta iniciativa, a BMMA pretende ainda recuperar o conceito do projeto “Biblioteca nas Freguesias”, colocando à disposição do público em cada espaço uma banquinha com uma seleção de livros e serviço de empréstimo dos mesmos à população.