“Duplicações” geraram problemas no registo de animais domésticos

11 de Novembro, 2019 0 Por Carlos Joaquim
Resultado de imagem para “Duplicações” geraram problemas no registo de animais domésticos
Há animais dados como mortos, outros classificados de raça perigosa (sem ser) e outros que desapareceram ou com os dados do proprietário adulterados.
O Sistema de Informação de Animais de Companhia (SIAC), que junta as bases de dados dos veterinários e dos municípios, não está a funcionar devidamente, estando a provocar dificuldades nos registos.
Há animais dados como mortos, outros classificados de raça perigosa (sem ser) e outros que desapareceram ou com os dados do proprietário adulterados, avança o “Jornal de Notícias”. A equipa do SIAC está a receber uma média de mil emails por dia e está a tentar resolver o problema informático.
À Renascença, Bruno Rôlo, do Sindicato Nacional dos Médicos Veterinários e que faz parte da equipa gestora da SIAD, admite alguns erros na migração dos dados para a nova plataforma, mas garante que a situação vai ser regularizada em breve.
“Num universo de dois milhões e meio de animais temos cerca de 300 mil que estavam com registos duplicados nas duas plataformas anteriores. Nesse sentido estão a ser detetadas algumas incongruências, pois elas não tinham os mesmos campos de preenchimento e, portanto, houve dados que ficaram incompletos ou que sofreram alterações que têm vindo a ser corrigidas e pensamos que nos próximos tempos estão praticamente regularizadas”, esclareceu.