Politica | “Se um vai preso, vamos todos.” Motoristas vão deixar de cumprir serviços mínimos

Politica | “Se um vai preso, vamos todos.” Motoristas vão deixar de cumprir serviços mínimos

14 de Agosto, 2019 0 Por Carlos Joaquim
Sindicato anuncia que motoristas vão deixar de cumprir serviços mínimos.
O porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), Pedro Pardal Henriques, anunciou esta manhã que os motoristas vão deixar de cumprir a requisição civil e os serviços mínimos.
A decisão surge depois de o Governo ter revelado, na última noite, que 14 trabalhadores estariam a ser notificados por não terem cumprido a requisição civil decretada durante a greve.
“Foi-nos comunicado [pelas empresas] o não-cumprimento da requisição civil por parte de 14 trabalhadores”, disse o ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, em conferência de imprensa.
O ministro informou que a 11 desses trabalhadores “já foi feita a devida notificação”, referindo que primeiro é feita a “notificação do incumprimento e depois é que há a notificação de estarem a cometer um crime de desobediência”. Em relação aos restantes três trabalhadores, estão ainda “por encontrar e notificar”, acrescentou João Pedro Matos Fernandes.
Em solidariedade com os colegas – que podem vir a enfrentar uma pena de até dois anos de prisão pelo crime de desobediência -, os motoristas vão, esta quarta-feira, parar todos os serviços.