Lisboa | Tiroteio após assalto a carrinha de valores. Tentaram levar 70 mil euros

30/12/2017 0 Por Carlos Joaquim
ATUALIZADA. Estão a ser feitas buscas no Bairro de Outurela, em Carnaxide
Um assalto a uma carrinha de valores em Lisboa, culminou esta sexta-feira num tiroteio em Queluz de Baixo, tendo feito dois feridos, apurou o DN junto de fonte oficial da PSP. O incidente ocorreu perto do Continente de Telheiras e o valor que estava a ser transportado rondava os 70 mil euros.
Os dois assaltantes feridos foram levados ao “hospital mais próximo”. Um deles foi baleado na cabeça e ficou em estado muito grave. A sua morte chegou a ser dada como certa, ao início da noite, mas esta informação foi corrigida no início da madrugada, ainda que o prognóstico para a sua saúde se mantivesse incerto.
O assaltante, baleado numa perna e na zona do abdómen, continua internado no Hospital Amadora-Sintra. Segundo disse ao DN fonte hospitalar, está a recuperar bem e poderá ter alta já amanhã.
De momento, estão a ser feitas buscas no Bairro de Outurela, em Carnaxide, Oeiras.
Porta-voz da PSP disse à comunicação social que três polícias teriam ficado feridos, mas soube o DN, junto de outra fonte policial, que os agentes da autoridade escaparam ao tiroteio sem qualquer ferimento.
O terceiro assaltante deverá ser interrogado durante o fim de semana, provavelmente no sábado. Ao que o DN apurou junto de fonte policial, trata-se de um homem de 25 anos, que já cumpriu pena de 7 anos por sequestro, tendo sido libertado há dois anos.
Contactado pela Lusa, o Instituto Nacional de Emergência Médica deu conta de “dois feridos graves”, transportados para os hospitais São Francisco Xavier, em Lisboa, e Amadora-Sintra.
Fonte do Hospital Amadora-Sintra disse à Lusa que um dos homens, de 29 anos, foi baleado na barriga e no joelho, encontrando-se “orientado” e acompanhado por elementos da Polícia Judiciária.
O dinheiro foi recuperado e um revólver foi apreendido.
“Necessidade de recurso a arma de fogo”
“Na sequência do assalto, [os suspeitos] colocaram-se em fuga em viatura roubada e foram intercetados por agentes da PSP na zona de Queluz de Baixo, Oeiras. Aquando da detenção, à qual resistiram, houve necessidade de recurso a arma de fogo pela PSP. Na sequência da intervenção policial, registaram-se cinco feridos, três dos quais polícias, sendo todos encaminhados para tratamento hospitalar. Foi apreendido o produto do roubo e uma arma de fogo”, relata a Direção Nacional da PSP, em comunicado entretanto divulgado.
No momento em que a viatura dos três suspeitos foi intercetada em Queluz de Baixo, concelho de Oeiras, os homens abalroaram a viatura policial.
Os três homens terão assaltado uma carrinha de valores na zona de Carnide, em Lisboa, um pouco antes das 15:00, com recurso a uma arma de fogo (revólver), tendo agredido um dos seguranças da carrinha de valores “a soco e pontapé, provocando-lhe diversos ferimentos”, segundo a polícia.
A Direção Nacional da PSP acrescenta no comunicado que os suspeitos já tinham antecedentes criminais.
“Salienta-se que os indícios recolhidos em sede de investigação realizada pela PSP e tutelada pelo Ministério Público apontam para que grupo detido seja o eventual responsável por assaltos a ATMs (caixas multibanco), carrinhas de transporte de valores e estações dos CTT (correios)”, sublinha a Direção Nacional da PSP.
Em atualização
Fonte: DN