A doação de sangue não é obrigatória mas é necessária para salvar vidas

30 de Abril, 2017 0 Por Carlos Joaquim

José Sousa Passos*
A dádiva de Sangue é um gesto que diz respeito a todos nós. Hoje nota-se que os jovens do nosso País não estão a corresponder aos vários apelos que tem feito o Presidente do Conselho Directivo do IPST, e várias associações através dos seus dirigentes.

Os poucos jovens que vão ainda aparecendo nas colheitas de sangue não chegam para compensar os dadores de sangue que vão saindo do activo por limite de idade ou doença, o que vai tornando a recuperação da dádiva muito lenta.
A nós enquanto dirigentes responsáveis cumpre-nos o dever de trabalhar na sensibilização e mobilização de novos dadores, mas sem rodeios afirmamos que está a ser muito difícil por várias razões entre elas o uso de tatuagens na maior parte das vezes feitas através de curiosos, sistemas artesanais sem o mínimo de condições de higiene ou segurança , o que leva alguns jovens a serem recusados nas colheitas, por ser um risco que o doente não pode correr.
A responsabilidade tem que estar sempre em primeiro lugar para que o sangue chegue ao doente no máximo valor de confiança, e portanto caros amigos jovens vocês mesmo podem fazer a pergunta sobre a razão que CRISTIANO RONALDO não tem tatuagens, pois é ele é um dador de sangue.Amigos Jovens, nós não somos contra tatuagens desde que sejam feitas em centros credibilizados , que não afectem o tatuado na sua saúde e permita aí sim a avaliação clínica na hora da doação ser positiva.
Mas então surge a pergunta:
Quem tem tatuagem pode doar sangue?
De acordo com o Ministério da Saúde, pessoas que fizeram tatuagens necessitam esperar, pelo menos, 4 meses para realizar uma doação. Isto porque, durante o processo da tatuagem ela pode ter contraído algum vírus, por exemplo, e este pode ser transmitido ao paciente na hora da transfusão do sangue, o que seria perigoso para a sua saúde. Passado o período de 4 meses após a realização da tatuagem, a pessoa já pode voltar a doar sangue.
Pessoas que colocaram piercing também têm que esperar 1 ano para poder doar sangue. No caso de piercings em mucosas, sejam elas genitais ou não, fica proibida a doação de sangue indefinidamente. Somente após a retirada do piercing é que se pode voltar a doar, no entanto, há a necessidade de se esperar 1 ano para a primeira doação após a remoção do piercing na mucosa.
Amigos jovens que leem este informativo, a dádiva de sangue necessita urgente de sensibilizar a nova geração, para que não falte aos hospitais sangue e devido ao envelhecimento dos dadores activos, a situação começa a ser preocupante se vocês não disserem presente.
O sangue não se fabrica artificialmente, só o ser humano o produz, portanto a dádiva de sangue é imprescindível para acudir nos hospitais quem dele precise, nós dadores no activo vamos doando até o limite possível e que a saúde nos deixe, mas todos já começamos a ser poucos, portanto é a altura dos jovens também entrarem nesta onda de solidariedade.
Vem Amigo , convence outro teu amigo e todos juntos vamos construir novamente uma base sólida de novos dadores.
A doação de sangue não é obrigatória mas é necessária para salvar vidas, e tu Amigo podes colaborar respondendo aos apelos que o Presidente do IPST tem feito, mas também nós dirigentes associativos o fazemos diariamente.
Aceita este desafio, torna-te num dador de sangue, junta-te a nós, ajuda a salvar.
*Presidente da Direcção Associação
 dos Dadores de Sangue do Distrito de Viana do Castelo 
___________________