‘Brexit’? Ingleses a morar no Algarve querem ficar na União Europeia

23 de Maio, 2016 0 Por Carlos Joaquim
Nas ruas de S. Brás de Alportel já ninguém se admira quando ouve falar inglês. Muitos britânicos escolheram viver nesta terra do interior. Por isso, um dos temas de conversa é o referendo sobre a UE.
Sair ou ficar na União Europeia; eis a questão. O referendo de 23 de junho no Reino Unido é um dos assuntos que tem ocupado muitos habitantes de S. Brás de Alportel, onde 15% da população é estrangeira, a grande maioria de nacionalidade britânica.
Brian escolheu viver no Algarve com a mulher e nem quer ouvir falar em sair da União Europeia. “É tempo da Inglaterra fazer parte de um continente que representa tantas culturas diferentes e interessantes”, diz. “Eu nunca fui tão feliz como agora que vivo em Portugal”, acrescenta este reformado.
Os britânicos que vivem fora do País questionam o seu futuro. Caso a Inglaterra não permaneça no espaço comunitário irá a economia irá colapsar? Como serão pagas as suas pensões? Como serão vistos pelos outros europeus? São preocupações que também afetam David.
A quem utiliza os argumentos da imigração excessiva em Inglaterra, David lembra que o seu País sempre acolheu e viveu do trabalho dos que vêm de fora. “Se não tivéssemos essas pessoas, metade dos nossos serviços sociais e hospitais colapsavam. Eles também continuam a desenvolver a sociedade”, sentencia.
Na casa de Susan, os ânimos estão divididos: ela quer permanecer europeia, o marido vai votar pela saída. “Ele não gosta da imigração que está a entrar em Inglaterra, acha que não há controlo”. Já ela aposta na segurança de continuar no “velho continente”.
“Se votarmos pela saída, nem sei muito bem como poderemos continuar a viver em Portugal”,diz preocupada.
Há 25 anos em Portugal, Jane já não tem direito a voto mas não gostava de ver o seu País voltar atrás na história.” O futuro não é ficar numa ilha pequena, no meio do mar, fazendo de conta que o resto do mundo não existe”, afirma.
No dia 23 de junho irá perceber-se se a ilha de Sua Majestade pretende ficar na Europa. Longe do seu país, estes ingleses torcem para que permaneça o bom senso.
Fonte: TSF