Projeto EUSOUDIGITAL apresentado em Cantanhede. Promover a infoinclusão dos cidadãos é o objetivo

Projeto EUSOUDIGITAL apresentado em Cantanhede. Promover a infoinclusão dos cidadãos é o objetivo

27/04/2022 0 Por Carlos Joaquim

Cerca de quatro dezenas pessoas estiveram na apresentação pública do projeto EUSOUDIGITAL, numa sessão que decorreu hoje, 27 de abril, no auditório da Biblioteca Municipal.
A sessão contou com a presença de Helena Teodósio, presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, Domingos Caeiro, vice-reitor da Universidade Aberta, e Nuno Gramaxo, coordenador operacional do programa EUSOUDIGITAL, destacando-se ainda a presença de Pedro Cardoso, vice-presidente da autarquia cantanhedense, e Sónia Valente, coordenadora do Centro Local de Aprendizagem (CLa) da Universidade Aberta, em Cantanhede, entre os muitos convidados que marcaram presença nesta iniciativa.

Ao intervir na sessão, a presidente da Câmara Municipal, Helena Teodósio, referiu que “a atividade que o Centro Local de Aprendizagem de Cantanhede da Universidade Aberta vai desenvolver no âmbito deste acordo vai de encontro às preocupações da autarquia em promover a infoinclusão dos cidadãos. Este é, portanto, um processo que merece todo o nosso apoio, tal como as demais ações futuras que decorrerão no âmbito da existência deste Centro EuSouDigital”.
A autarca evidenciou a importância da “integração social desses cidadãos, normalmente os mais velhos, aqueles que viveram a maior parte da sua vida adulta na chamada era analógica, mas também adultos jovens que não contactaram de perto com as novas tecnologias”. Helena Teodósio destacou ainda a importância da valência de ensino superior do Centro Local de Aprendizagem da Universidade Aberta em Cantanhede e do que isso representa para o concelho e para a regiãoÉ inquestionável que o seu impacto tem sido muito positivo, pois permite que muitos cidadãos acedam mais facilmente a cursos de licenciatura, mestrado e doutoramento ou a formação específica e especializada em várias áreas”.

Por outro lado, o vice-reitor da Universidade Aberta, Domingos Caeiro, agradeceu a “todos os intervenientes neste projeto, particularmente à Câmara de Cantanhede, na pessoa de Sr.ª presidente, Helena Teodósio, e do Sr. vice-presidente, Pedro Cardoso a total disponibilidade e apoio prestado ao Centro Local de Aprendizagem”.
Sobre o projeto, o formador salientou a “importância do conhecimento, designadamente numa sociedade que se encontra em fase de transição, deixando de ser analógica para se tornar digital. Cantanhede será o ponto de partida deste importante projeto que será replicado e outros três centros de aprendizagem, com o objetivo de estar amplamente implementado no próximo ano letivo”. Domingos Caeiro concluiu reforçando que “todos temos que integrar este importante projeto, ninguém pode ficar para trás”.
Já Nuno Gramaxo, responsável pelo projeto, regozijou-se por se encontrar “finalmente num local onde se trabalha, e em Cantanhede trabalha-se muito bem”. O coordenador reconheceu que “no concelho existe uma grande preocupação, por parte da autarquia, com o bem-estar das pessoas, apresentando-se como fator determinante para o sucesso deste projeto”.
EUSOUDIGITAL é um projeto partilhado entre Munícipio de Cantanhede e a Universidade Aberta, que visa ajudar, de forma simples e gratuita, todos aqueles que queiram dar os primeiros passos na Internet.
A iniciativa prevê promover a literacia digital de um milhão de adultos, até ao final de 2023, através da promoção de ações de formação de adultos que nunca utilizaram a internet. É esta a missão desta iniciativa inscrita no Plano de Ação de Transição Digital e que junta o Estado português, através da Estrutura de Missão Portugal Digital, a Caixa Geral de Depósitos e o MUDA – Movimento pela Utilização Digital Ativa.
O programa assenta numa rede nacional de milhares de voluntários/mentores, apoiados em centros espalhados por todo o país, pronta a ajudar todos os portugueses que queiram dar os primeiros passos na internet, criando, assim, uma geração de novos digitais/alunos.