AVEIRO | WEBINAR DA URBAN INNOVATIVE ACTIONS DESTACA AVEIRO TECH CITY

05/02/2021 0 Por Carlos Joaquim

Bootcamps criaram 20 novos postos de trabalho em Aveiro 

A forma como o projeto Aveiro Tech City da Câmara Municipal de Aveiro transformou a Cidade de Aveiro num moderno laboratório tecnológico ao ar livre, os 80% de taxa de empregabilidade dos bootacamps de inovação ou a forma como todos os níveis de ensino em Aveiro já estão a ministrar o ensino do futuro, nomeadamente com aprendizagem de robótica, programação informática ou impressão 3D, são alguns dos temas que estiveram em destaque no Webinar de âmbito europeu “Ações Urbanas Inovadoras, realizações e perspetivas”.

Promovido pelo programa da União Europeia, Urban Innovative Actions (UIA), teve lugar esta quarta-feira, 03 de fevereiro, o primeiro de um ciclo de três webinars com vista a partilhar o status dos vários projetos europeus apoiados pelo UIA, https://udn-urbaninnovativeactions.tw.events/. Além de Aveiro, também Eindhoven e Bilbau deram conta dos avanços nos projetos que estão a implementar.

Entre os destaques de Aveiro estiveram o recente lançamento do Aveiro Tech City Living Lab, que oferece as melhores condições para testar gratuitamente projetos, protótipos ou soluções inovadoras em desenvolvimento. Entre outras características, o Living Lab conta já com uma rede experimental 5G totalmente operacional. Este laboratório vivo está agora disponível para startups, centros de investigação e desenvolvimento, universidades ou empresas de TIC para testar e desenvolver novos produtos em IoT e cidades inteligentes.

Outro dos principais resultados em destaque foi a taxa de empregabilidade de 80% dos bootcamps de inovação que formaram recursos para nossas empresas locais de TIC, com mais de 20 contratos de trabalho garantidos em empresas de TIC em Aveiro. Na maioria dos casos, foram desempregados que tiveram aqui uma oportunidade para recomeçar, mas também houve situações em que profissionais empregados encontraram aqui um novo caminho profissional.

De sublinhar, ainda, que a estratégia também passa pela educação e pelas competências STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts e Mathematics) e, nesta matéria, o destaque foi para o facto de haver já mais de 100 professores que receberam formação e apoio na sala de aula para implementar esta nova abordagem educacional que visa desenvolver não só o conhecimento STEAM, mas também as competências do século XXI, tais como pensamento crítico, autoaprendizagem, trabalho colaborativo e a capacidade de resolução de problemas nos nossos alunos.

O projeto Aveiro STEAM City é cofinanciado pelo Fundo de Desenvolvimento Regional – FEDER, através do programa Urban Innovative Actions. O seu investimento global é de 6.115.915€ com o apoio FEDER 4.892.732€.