Livro vencedor do Prémio Literário UCCLA 2020 lançado na Feira do Livro de Lisboa

08/09/2020 0 Por Carlos Joaquim

Do conto ao relato, numa tessitura que enlaça as narrativas, tomando o tema da viagem como seu eixo essencial, assim vive O Heterónimo de Pedra, obra de Henrique Castanheira, vencedora da última edição do Prémio Literário UCCLA – Novos Talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa. A obra, editada pela Guerra e Paz, chega às livrarias de todo o país no próximo dia 22 de Setembro, com o patrocínio da UCCLA e o apoio do Movimento 2014 – 800 Anos da Língua Portuguesa e da Câmara Municipal de Lisboa. A sessão de anúncio oficial do Prémio e de pré-lançamento acontece no próximo dia 11 de Setembro, sexta-feira, na 90ª Feira do Livro de Lisboa.

Da Bósnia e Herzegovina ao Camboja, do Brasil ao Afeganistão, de Moçambique a Macau, são dezenas as viagens retratadas n’O Heterónimo de Pedra, de Henrique Castanheira, vencedor do V Prémio Literário UCCLA – Novos Talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa, distinguido entre candidaturas enviadas de 22 países de todos os continentes.

Contos, muitas vezes em diálogo com os desenhos do próprio autor, revelam-nos histórias dos mais variados recantos do mundo, numa obra que proporciona múltiplas experiências sinestésicas, pelas descrições exuberantes. Das paisagens urbanas aos locais mais recônditos, são exploradas múltiplas culturas, mas também temas universais como a solidão, a velhice e a morte.

Um livro com o mundo dentro, que reflecte as muitas milhas percorridas por Henrique Castanheira entre 1995 e 2008, época na qual participou em missões de organizações internacionais, e que lhe permitiram contactar com uma pluralidade de povos, culturas e diferentes realidades.

Nesse período, a escrita e o desenho, como forma de reter imagens, sensações, histórias, reforçou-se e afirmou-se como uma necessidade no quotidiano. Segundo o autor, antigo professor de Geografia Económica e Social, «há palavras que rabiscam desenhos e desenhos que libertam palavras». Esquissos que, retrabalhados e coloridos, ilustram hoje O Heterónimo de Pedra.

A obra mereceu o elogio do poeta e professor de literatura portuguesa António Carlos Cortez, co-relacionando-a com o génio de Jorge Luís Borges, pela combinação de diferentes tipos de narrativa e géneros literários. «O estilo é descritivo, pormenorizado, adensando a sugestão já pelas cores, pelas imagens, já pelas frequentes e muito borgesianas construções verosímeis. Um verosímil sem terreno firme onde o leitor possa achar a sua verdade […].»

Uma festa da ficção, que conquistou o júri, constituído por escritores e professores de todos os países de língua portuguesa. É assim desde 2016, ano em que a UCCLA iniciou o prestigiado prémio literário (títulos vencedores das quatro primeiras edições em anexo).

O Heterónimo de Pedra chega às livrarias portuguesas no dia 22 de Setembro. A obra poderá ainda ser adquirida através do site da Guerra e Paz, parceiro editorial do Prémio Literário UCCLA – Novos Talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa.

O livro será oficialmente apresentado na próxima sexta-feira, dia 11 de Setembro, pelas 18h00, no Auditório Sul da 90ª Feira do Livro de Lisboa, num evento a não perder, para o qual contamos com a vossa presença.

O Heterónimo de Pedra

Henrique Castanheira

Ficção / Contos

120 páginas · 15×23 · 14,50 €

Nas livrarias a 22 de Setembro

Guerra e Paz, Editores