Bom feriado! Bastidores: Como Centeno ganhou o Eurogrupo. Os 5 momentos da Bola de Ouro de Ronaldo. O regresso da Intifada

08/12/2017 0 Por Carlos Joaquim
Logo Observador

360º

As principais notícias do dia
Bom dia!
As tensões com a Europa. Os primeiros contactos em março. A tentativa de Moscovici entrar na corrida. A campanha portuguesa e os acordos que fizeram de Mário Centeno o novo presidente do Eurogrupo.
Um “acordo equilibrado”: foi assim que a Comissão Europeia anunciou que chegou aos termos do divórcio com o Reino Unido. A notícia chegou depois de uma reunião entre Theresa May e Jean-Claude Juncker.
Miguel Morgado, vice-presidente da bancada do PSD, acusa o Governo de ser “incompetente” na gestão do processo da Defesa europeia. Diz que em 2019 não haverá hipótese de entendimentos entre PS e PSD.
O Governo já tinha explicitado as “linhas vermelhas” do PSD e do CDS sobre a Defesa europeia no documento reservado que entregou às comissões parlamentares — antes da dramatização desta semana.
Hamas convocou para hoje o início de uma nova revolta contra Israel após decisão de Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Forças de segurança mobilizadas para responder.
Cinco homens são acusados de terem violado uma jovem de 18 anos nas Festas de São Firmino, em Espanha. O Ministério Público pede 22 anos de prisão. O juiz parece estar do lado dos acusados.
Quando CR7 disse que tinha 3 filhos, o mais velho corrigiu-o logo da plateia, fazendo 4 com os dedos. Georgina subiu ao palco só no fim da cerimónia para receber uma prenda
Não esperava (embora sonhasse) ganhar uma, confessa. Mas esta é já a quinta Bola de Ouro que arrecada. O segredo? Não é o talento — que descobriu bem cedo ter. “O talento sem trabalho não é nada.”
Agora que abriu oficialmente a época fria, está na hora de sondar uma das tendências do ano: o regresso das botas de combate. Esqueçam a versão grunge e pensem no minimalismo dark dos anos 80.
O restaurante do chef Kiko (perdão, Francisco) foi visitado por Sebastião Carolino. Tudo correu bem menos uma momentânea falta de energia num certo prato. A conta parece a da luz quando há acertos. 
Opinião
Rui Ramos
A verdade, Dr. António Costa, é que não é preciso ter saudades de Passos Coelho ou desejar vê-lo a si a descansar em casa, para ter relutância em deitar foguetes com os seus supostos sucessos. 
José Manuel Fernandes
A disputa pela liderança do PSD lembra um penoso regresso ao passado, uma disputa fulanizada sem propostas diferenciadoras e sem a capacidade de dizer ao país o que ele precisa de ouvir. E quer ouvir.
Paulo Tunhas
A decisão de Trump sobre Jerusalém rompe com a hipocrisia vigente quando se fala do Médio Oriente, que tudo na aparência igualiza para na verdade sistematicamente condenar Israel desde o princípio.
Helena Garrido
Vivemos tempos extraordinários. Agora os contratos são para cumprir. Em menos de dois anos, o ministro das Finanças passa de virar a página da austeridade para líder do grupo símbolo da austeridade.
Maria João Avillez
Michel Barnier, o negociador-chefe da UE para o Brexit, parece de vez em quando pôr veneno no diálogo com Londres. Mas esta responde por vezes com um grau de amadorismo ou impreparação estarrecedores.
Mais pessoas vão gostar da 360º. Partilhe:

no Facebook no Twitter por e-mail

Leia as últimas

em observador.pt

©2017 Observador On Time, S.A.
Rua Luz Soriano, n. 67, Lisboa