“Idolíadas – A Arte da Maior Idade 2018” com apresentação marcada para esta quinta-feira na CCI

04/12/2017 0 Por Carlos Joaquim
Vai ter lugar esta quinta-feira, dia 7 de dezembro, pelas 10h30, na Casa da Cultura de Ílhavo, a apresentação do Projeto “Idolíadas – A Arte da Maior Idade 2018”, promovido pela Câmara Municipal de Ílhavo.
Este momento vai integrar diversas atividades, promovendo a interação com todos os presentes. A receção será efetuada pela Tuna da Universidade Sénior do Centro Social e Paroquial da Nossa Senhora da Gafanha da Nazaré com “sons de fundo”, facilitadores da imaginação, a artista Eduarda Gaspar irá dinamizar um ateliê de traços artísticos dirigido especialmente aos seniores das IPSS’s que desenvolverão performances artísticas, sendo a quarta edição do projeto “Idolíadas – A Arte da Maior Idade” apresentada pela Vereadora Fátima Teles.
Esta quarta edição tem como novidade o facto de o projeto estar aberto a outros municípios da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), Estruturas Residenciais Para Pessoas Idosas e comunidade, indo, assim, ao encontro das várias entidades que manifestaram o interesse em integrar as Ídolíadas.
“Idolíadas – A Arte da Maior Idade” irá proporcionar ao longo de meses, com os parceiros artíticos, a criação de performances no âmbito do teatro, música, dança, artes plásticas e fotografia/vídeo com a dinamização sessões com recurso a técnicas diversas tais como estimulação (cognitiva, multissensorial e ocupacional) e de reminiscência e terapia pelas artes (arteterapia, musicoterapia, dançaterapia e dramaterapia).O resultado de todo este trabalho será apresentado e avaliado no dia 28 de abril de 2018, na Casa da Cultura de Ílhavo.
“Idolíadas – A Arte da Maior Idade” promove junto dos seniores o desenvolvimento da inteligência espacial, o aumento da concentração e raciocínio lógico, a aquisição e troca de conhecimentos, a reativação da memória e o crescimento afetivo entre os participantes.
Se é técnico de uma IPSS ou autarquia, esperamos por si para afirmarmos juntos que nas “Idolíadas – A Arte da Maior Idade” é possível sonhar!