LUSITANO ESPINHAL VÊ MAIS UMA VEZ RECONHECIDA A SUA DEDICAÇÃO AO DESPORTO E EM PARTICULAR À COLUMBÓFILIA

LUSITANO ESPINHAL VÊ MAIS UMA VEZ RECONHECIDA A SUA DEDICAÇÃO AO DESPORTO E EM PARTICULAR À COLUMBÓFILIA

20/11/2023 0 Por Carlos Joaquim
Foram 58 anos de dedicação às actividades desportivas e em particular à columbofilia, apenas interrompida pelo cumprimento obrigatório do serviço militar, que Lusitano Espinhal, viu no dia 17 de novembro de 2023, reconhecido, pelo painel de jurados, que integraram o júri da 12ª Gala do Desporto do Jornal da Bairrada, que aquele semanário, vem realizando, constituindo um momento único na vida de atletas, equipas, treinadores, dirigentes, nas mais diversas modalidades, sendo-lhe atribuído o galardão “Prémio Carreira”.
Lusitano da Silva Fernandes Espinhal, associado nº 3, da Associação de Solidariedade Social Sociedade Columbófila Cantanhedense, aderiu à prática da modalidade, muito jovem, decorria o ano de 1965, participando nesse mesmo ano na Campanha Desportiva, obtendo um honroso 10º lugar na classificação geral final, e o 2º lugar na campanha disputada no ano seguinte, começando a despontar para um percurso recheado de êxitos e de muitas vitórias.
A par com Alberto Abrantes, Lusitano Espinhal, na década de 70, foi o grande “obreiro” e impulsionador do projecto associativo, delineando a estratégia que permitiu transformar a Sociedade Columbófila num clube mais eclético, acolhendo outras modalidades e centenas de crianças e jovens.
Em 14 de setembro de 1974, Lusitano Espinhal, foi eleito na Sociedade Columbófila Cantanhedense, em Assembleia Geral Ordinária, para Presidente da Direcção, para o seu 1º mandato, 1974/1976, sendo acompanhado por Alberto Abrantes, que ocupou o cargo de Secretário e José Santos que foi o tesoureiro da Direcção, realçando-se pelo excelente trabalho que desenvolveu, e que permitiu a abertura á comunidade em geral, conseguindo realizar algumas atividades no seio da Coletividade.
Em novembro de 1980, funda com Gaspar Vila Nova e Alberto Abrantes, o Núcleo Fundista do Centro, tendo sido tesoureiro até ao ano de 1983 e Presidente da Direcção até 1991.
Lusitano Espinhal, foi ainda eleito para Secretário do Conselho Fiscal da Direcção de Alberto Abrantes, e na Assembleia Geral de 28 de novembro de 1992, é eleito para Presidente daquele órgão, cargo que vai mantendo ao longo dos últimos anos e que ainda ocupa nesta data.
Em sessão extraordinária, realizada na mesma data, a Mesa da Assembleia Geral sob a presidência de Fausto Pinheiro Maia, por proposta da Direcção Geral atribuiu ao associado Lusitano da Silva Fernandes Espinhal, o título de sócio honorário.
Lusitano Espinhal, para além destes cargos, foi igualmente Presidente da Direcção e da Assembleia-geral da Secção de Columbofilia, desenvolvendo notável trabalho na implementação de medidas que levaram à modernização e informatização da Secção.
Igualmente com a sua colaboração, a Secção de Columbofilia no final dos anos 70, iniciou os leilões de Borrachos, evento que que constituiu não só uma fonte de receita para a Secção, como promoveu um salutar intercâmbio entre associados de Coletividades congéneres.
Fica igualmente ligado à administração e gestão da Comissão Columbófila do Distrito de Coimbra, tendo tido um trabalho meritório, numa altura em que aquela entidade vivia um período difícil.
A notoriedade e sobretudo pela qualidade do trabalho por si realizado, a Secção de Columbofilia, foi nessa data, distinguida pela Federação Portuguesa de Columbofilia com o Troféu “Papa João Paulo II”, que premiou a melhor Colectividade do distrito de Coimbra.
Lusitano Espinhal, foi distinguido e premiado por diversas vezes, destacando-se pelo seu significado a atribuição da Medalha de Prata da Sociedade Columbófila Cantanhedense e da Federação Portuguesa de Columbofilia, atribuídas no ano de 1992 e mais recentemente o Prémio Mérito e Carreira, atribuído pela Federação Portuguesa de Columbofilia, na 48ª Exposição Nacional de Columbofilia, realizada em Torres Novas, em 21 de janeiro de 2023.
A par da atividade na sua Coletividade de sempre, Lusitano Espinhal foi também um categorizado membro dos órgãos sociais da Federação Portuguesa de Columbofilia, desempenhando o cargo de Vice-Presidente Desportivo, assumindo a sua liderança, aquando do falecimento de Gaspar Vila Nova e Presidente da Direcção da Associação Columbófila do Distrito de Coimbra.
Na qualidade de Juiz Classificador, realça-se a sua participação nas olimpíadas de Basileia em 1997, na 35ª Olimpíada de Columbofilia que se realizou em Brussel no Square Brussels Meeting Centre, na Bélgica de 27 a 29 de janeiro de 2017.
Lusitano Espinhal, é o associado da Sociedade Columbófila, quer a nível nacional, quer internacional que mais cargos ocupou nos órgãos federativos e é sem qualquer dúvida, uma das suas maiores referências.