Ameaças ao Presidente da República: detido suspeito de enviar carta com bala para o Palácio de Belém

24/01/2023 0 Por Carlos Joaquim

Homem terá enviado carta com bala e pedido de um milhão de euros, em novembro.

A Polícia Judiciária deteve um homem suspeito de ameaçar o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em novembro de 2022.
O homem terá enviado uma carta com uma bala lá dentro, um telemóvel e um pedido de um milhão de euros, que deveria ser enviado para uma conta bancária discriminada na missiva.
O autor ameaçava que caso esse pagamento não fosse feito seria disparada uma bala contra Marcelo Rebelo de Sousa.
A carta foi enviada para a PJ, que abriu uma investigação, que culminou agora com a detenção do suspeito. O código penal prevê que quem ameaçar outra pessoa com a prática de crime contra a vida pode ser punido com uma pena de prisão até um ano ou com pena de multa até 120 dias.
Na altura, o Presidente da República desvalorizou a situação, dizendo que tinha recebido mais “ameaças” quando tinha um programa de televisão na RTP e na TVI, do que em Belém.
Quem anda nesta vida e eu já ando há 30 anos tem disto enfim às dezenas (…). Acontece eu não dou grande importância”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.
Marcelo disse ainda que este tipo de situações acontece espaçadamente, nunca se tendo confirmado qualquer gravidade.
Isto acontece espaçadamente nunca se veio a confirmar qualquer gravidade da situação. Normalmente há o caso da perturbação ou nem é possível investigar o que se trata porque são cartas anónimas e, portanto, aqui também não porque estava fora. Estando fora os serviços entenderam comunicar à Polícia Judiciária”, afirmou.
SIC Notícia