Projeto cultural “O mar que nos une” junta três municípios do distrito de Coimbra

04/05/2021 0 Por Carlos Joaquim
Os municípios de Cantanhede, da Figueira da Foz e de Mira, no distrito de Coimbra, vão unir-se, durante 12 meses, para um projeto cultural focado no mar, a realizar simultaneamente nestes três concelhos.
A candidatura orçada num valor de cerca de quase 300 mil euros, para a Programação Cultural em Rede 2021, foi aprovada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).
O projeto, denominado “O mar que nos une”, com direção artística de André Varandas, visa “integrar, capacitar e revitalizar os agentes culturais e artísticos oriundos dos territórios dos três municípios, que constituem, seguramente, um dos setores mais afetados por esta situação pandémica”, refere o município da Figueira da Foz, em nota de imprensa.
A iniciativa será apresentada dia 02 de junho, pelas 21:30, no Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz, num evento digital e físico, no qual será conhecida a respetiva programação e eixos centrais.
A Programação em Rede “O Mar que nos Une” inclui 120 associações e artistas locais, com 208 eventos a apresentar em 57 locais dos três concelhos que se uniram nesta iniciativa.
Os eventos serão criados em 24 “oficinas”.
O Mar é o elemento unificador das características das populações dos concelhos de Figueira da Foz, de Cantanhede e de Mira.
Esta é uma iniciativa para a “revitalização” do setor, que está “fragilizado” devido à situação pandémica provocada pela covid-19, sendo a iniciativa um “apoio aos artistas e coletivos artísticos, culturais e recreativos, que há muito se encontram em situação de imposta estagnação e suspensão da sua normal atuação”, lê-se em nota.

Lusa