Porto de Mós | 25 de abril, livro regista memórias dos portomosenses

Porto de Mós | 25 de abril, livro regista memórias dos portomosenses

26/04/2021 0 Por Carlos Joaquim
“Quotidianos da Revolução: o 25 de Abril em Porto de Mós” é o título do livro apresentado no passado dia 24 de abril, no Cineteatro de Porto de Mós. Uma obra cujo objetivo foi caracterizar o contexto social, cultural e económico do território, por um lado, e registar o testemunho daqueles que viveram o período pré e pós revolução, por outro, num total de 20 depoimentos.
Quanto à estrutura, o livro foi dividido em duas partes. . Nos seus dois capítulos, Fernanda Maria Reis de Sousa, arquivista, em coautoria com Kevin Soares, historiador, caracterizam o concelho de Porto de Mós, à época. Nos seus dois capítulos caracterizam o concelho de Porto de Mós ao tempo e as suas instituições e associações mais relevantes, enquanto que no seu segundo capítulo, abordam especificamente o tema da Revolução, procurando analisar a atividade política registada no concelho até à realização das Eleições Autárquicas de 1976. Estes dois capítulos foram intercalados por um contributo da autoria de João Pedro Féteria, historiador de arte, que selecionou três edifícios da vila de Porto de Mós, contruídos durante o Estado Novo, analisando-os do ponto de vista arquitetónico e procurando chamar à atenção para a necessidade da sua conservação e eventual classificação. Esta primeira parte encerra com uma cronologia coletiva, onde foram registados todos os acontecimentos e movimentações políticas que a documentação consultada permitiu conhecer, da autoria de Maria João Laranjeiro, Fernanda Maria Reis de Sousa e Marco António Cosme. Na segunda parte foram inscritos os trechos das vinte entrevistas realizadas, antecedidas por um texto técnico que explica os critérios adotados no tratamento e seleção da informação, bem como as condições da sua futura consulta.
O livro conta, ainda, com o prefácio de Luís Amado, portomosense e testemunho das contingências da Revolução.
A par do lançamento do livro foi, ainda apresentada a exposição homónima, patente na Praça Arménio Marque, em Porto de Mós, por Kevin Soares e que pode ser visitada até ao dia 23 de maio.
Patrícia Alves