Marido da ministra da Coesão não vê problema em ter sócio condenado por corrupção

01/10/2022 0 Por Carlos Joaquim

Sócio da empresa que recebeu Fundos Europeus em 2021 tinha sido condenado por corrupção em 2020.

O sócio chinês de António Trigueiros de Aragão, marido da ministra da Coesão Territorial, foi condenado por corrupção ativa no processo dos Vistos Gold. A informação é avançada, esta sexta-feira, pelo semanário Expresso.
A Termalvet, com sede nas Termas de Monfortinho, em Idanha-a-Nova, foi criada em 2000 e tem como sócios António Trigueiros de Aragão, marido da ministra da Coesão Territorial, o sogro, Diogo Trigueiros de Aragão, e Zhu Xiaodong, um empresário chinês condenado por corrupção ativa em 2020 pelo Tribunal da Relação de Lisboa.
De acordo com o Expresso, Zhu Xiaodong tem apenas 20% da Termalvet, empresa que desenvolve produtos de uso veterinário com águas termais e que recebeu, em 2021, 133 mil euros do Estado. O apoio teve origem num Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural cuja gestão está sob a tutela direta da ministra, Ana Abrunhosa, mulher de António Trigueiros de Aragão.
À SIC, o marido da ministra disse que considera Zhu Xiaodong um amigo, que não está impedido de fazer parte de sociedades, nem de receber fundos europeus.
O Chega voltou a dizer esta sexta-feira que a postura da ministra é antiética e reforçou o pedido de demissão. A polémica ganhou força esta semana depois de a Iniciativa Liberal ter confrontado a ministra numa audiência na Assembleia da República.
SIC Notícias