Vaguenses fazem uso do voto domiciliário

21/01/2021 0 Por Carlos Joaquim

Foram mais de duas dezenas os vaguenses que pretenderam usufruir do voto em domicílio e em instituições, exercendo, assim, este direito ao abrigo das Eleições Presidenciais.

Depois de, no último domingo, dia 17 de janeiro, se ter realizado o procedimento de voto antecipado em mobilidade, no âmbito das Eleições Presidenciais 2021, com a comparência às mesas de voto, situadas no edifício da Câmara Municipal de Vagos, de 250 cidadãos eleitores, nesta terça e quarta feira, decorreu o processo de entrega e recolha de boletins de voto em instituições e nos domicílios dos eleitores registados para o exercício do direito de voto em confinamento e que fizeram, previamente, a sua inscrição na plataforma disponibilizada para o efeito.

Este processo decorreu numa instituição, nomeadamente na Santa Casa da Misericórdia de Vagos e, domiciliariamente, nas freguesias de Vagos, Gafanha da Boa Hora, Santo André, Soza e Ouca.

Do ponto de vista da participação, exerceram o direito de voto 23 eleitores, sendo que 11 o fizeram na Santa Casa da Misericórdia de Vagos e os 12 restantes em sede de domicílio nas freguesias preteritamente referidas.

Este trabalho possibilitou aos eleitores inscritos, apesar do confinamento, efetivarem o direito de voto nestas eleições Presidenciais, que se irão realizar no próximo domingo, dia 24 de janeiro, com a abertura das urnas a ocorrer às 08:00h e o encerramento às 19h.