Hospital Real de Todos-os-Santos, em Lisboa

29/11/2020 0 Por Carlos Joaquim

Praça da Figueira esconde vestígios do 1.º grande hospital de Lisboa

Abaixo do chão da Praça da Figueira, em Lisboa, escondem-se os vestígios do primeiro grande hospital da capital: O Hospital Real de Todos os Santos, destruído pelo Terramoto de 1755.
Apesar de os espaços do Museu de Lisboa estarem ainda encerrados, a autarquia desvenda-nos, através de um vídeo, a história deste mítico hospital.
No vídeo, é referido que as campanhas arqueológicas levadas a cabo em 1960 e em 2000 resgataram centenas de estruturas arquitectónicas, azulejos e objetos do edifício cuja construção teve início em 1492 por ordem de Dom João II. O hospital recebeu os primeiros doentes em 1501 e teve o seu primeiro regulamento em 1504.
“Construído numa altura marcada por epidemias, fome e guerra”, este hospital veio pôr termo a uma rede ilegal de pequenas enfermarias e hospícios de cariz assistencial nascida na idade média.
Com uma capacidade alarga de internamento e de cuidados de saúde, o hospital foi inaugurado com quatro enfermarias e 400 camas apoiadas por um serviço de urgência (chamado de banco). Dois séculos depois, em 1715 contava com 20 enfermarias.
Enviado por Alves Ribeiro