Pelo reconhecimento das políticas amigas das famílias

Pelo reconhecimento das políticas amigas das famílias

2 de Dezembro, 2019 0 Por Carlos Joaquim
O Município de Cantanhede acaba de ser mais uma vez distinguido como “Autarquia Mais Familiarmente Responsável” pela adoção de boas práticas e políticas amigas das famílias. Atribuída pelo Observatório das Autarquias + Familiarmente Responsáveis (OAFR), a insígnia que confere à edilidade cantanhedense esse estatuto foi entregue à presidente da Câmara Municipal, Helena Teodósio, e à vereadora com pelouro da Ação Social, Célia Simões, em 28 de novembro, no decurso de uma cerimónia que teve lugar no auditório da Fundação FEFAL, em Coimbra, com a presença de Jorge Botelho, Secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, Rosário Carneiro, em representação do Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis, Rafael Lucas Pires, vogal da Direção da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, e o embaixador António Monteiro, presidente da Fundação Millennium BCP.
A candidatura apresentada para o efeito pelo Município de Cantanhede assenta em indicadores muito positivos relativamente aos parâmetros de avaliação constantes no inquérito realizado pelo OAFR, com destaque para as políticas e práticas ao nível do apoio dado às famílias na sua função primordial de suporte aos descendentes e ascendentes. A aposta nesse sentido passa por projetos destinados aos agregados familiares mais fragilizados económica e socialmente, de forma a proporcionar-lhes uma vivência mais justa e com maior dignidade, através da transferência de verbas ou da prestação de serviços concretos nas áreas da ação social, educação, habitação, saúde, transportes, cultura, desporto, entre outras.
Reconhecendo o indispensável papel da família para a coesão social, a autarquia cantanhedense tem adotado ações tendentes a reforçar os fatores que contribuem para que as famílias de menores recursos desempenhem a sua função de modo estruturado, saudável e funcional, acautelando a prevenção de situações de risco e vulnerabilidade e dando resposta a necessidades e problemas no seio familiar.

BANNER SAPO_banner_LC_dezembro_2019.jpg