Livros | Fernando Tordo: Não houve Geração mais Rica que a Nossa

12 de Novembro, 2019 0 Por Carlos Joaquim

Fernando Tordo, um dos maiores nomes da música de intervenção em Portugal, recorda, aos 71 anos, a sua carreira, a parceria com Ary dos Santos, a juventude, vivida entre acordes e revolução, a má vida dos cantores, os ídolos, as histórias de violas, os amigos, os mentores e os benéficos auto-exílios. Estas e outras histórias para ler numa conversa cheia de amizade com José Jorge Letria, publicada em livro. Em Fernando Tordo: Não houve geração mais rica que a nossa celebramos a vida e obra de um artista a quem muito devemos e que tem muito para nos contar.

No 19.º livro da colecção «O Fio da Memória», resultante da parceria entre a Guerra e Paz, Editores e a Sociedade Portuguesa de Autores, conheça a história de um dos maiores intérpretes e compositores da música portuguesa. No livro, revisite a vida e obra de Fernando Tordo, e a forma apaixonada como vive a música, desde a adolescência, com o ímpeto de um cavalo à solta. Recordações da juventude numa revolução que ajudou a fazer e a cimentar através da arte.

Conheça a história de amizade, camaradagem e choque com Ary dos Santos, poeta de Abril, com o qual protagonizou uma das parcerias mais ricas e profícuas da música. Uma relação que fez o músico recordar serões de explosão criativa, tão maluca quanto o passodoblismo da tourada, mas também a «laranja amarga e doce» da má vida dos cantores.

Um diálogo a não perder entre José Jorge Letria, que além de poeta e romancista, tem também um passado de violas, canções e revolução, e Fernando Tordo, uma lenda viva da canção em Portugal.

 

Mais em https://aveiro123.blogspot.com/2019/11/livros-fernando-tordo-nao-houve-geracao.html