Justiça | Diana Fialho condenada a 24 anos de prisão e Iuri Mata a 23

Justiça | Diana Fialho condenada a 24 anos de prisão e Iuri Mata a 23

30 de Julho, 2019 0 Por Carlos Joaquim
O juiz que presidiu ao julgamento considerou que o casal atuou “sem respeito pela vida da vítima”, tendo agido “com frieza de ânimo”. A filha adotiva de Amélia Fialho foi ainda condenada a perder o direito à herança.
Diana Fialho e Iuri Mata, respetivamente filha adotiva e genro de Amélia Fialho, de 59 anos, assassinada em setembro do ano passado no Montijo, foram esta segunda-feira condenados por homicídio qualificado e profanação de cadáver.
Diana Fialho irá cumprir 24 anos de prisão, enquanto o marido cumprirá 23 anos. A pena acrescida em relação ao arguido deveu-se, segundo o coletivo de juízes do Tribunal de Almada, à “frieza” e “desrespeito” mostrado pela mãe adotiva.
Além da pena de prisão, Diana Fialho foi ainda condenada a perder o direito à herança.
O juiz Nuno Salpico, que presidiu ao julgamento, considerou que o casal atuou “sem respeito pela vida da vítima”, tendo agido “com frieza de ânimo”. Nuno Salpico considerou ainda que não houve “qualquer dúvida” na decisão e que a “prova é exuberante”.
O Ministério Público pediu, recorde-se, no começo do mês, que o tribunal aplicasse a pena máxima de 25 anos de prisão ao casal.