Opinião| Hoje comemorou-se o Dia Mundial do Dador de Sangue em Portugal?

Opinião| Hoje comemorou-se o Dia Mundial do Dador de Sangue em Portugal?

14 de Junho, 2019 0 Por Carlos Joaquim
Hoje, já não se comemora um pouco por todo o lado o Dia Mundial do Dador de Sangue à semelhança do que acontecia no passado recente. Nem sequer o Dia Nacional do Dador a 27 de Março.
O modelo que foi introduzido só contribuiu para a distanciação dos dadores, e por sua vez da maioria das associações. Os responsáveis pela situação que se chegou, andam por ai a dar palmadinhas nas costas dos dadores, apertos de mãos, fingindo que estão do seu lado, enganando-os e servindo-se deles para atingir objectivos pessoais.
O cinismo, as traições, as inimizades, as difamações, os ataques e ameaças entre dirigentes associativos passaram a ser o pão-nosso de cada dia. O Senhor Presidente do Conselho Directivo do IPST tem conhecimento do que se está a passar. De concreto o que tem feito para limpar o terreno?
Pronuncio-me na qualidade dador de sangue, e de fundador da Associação de Dadores de Sangue do Concelho de Aveiro – ADASCA (ainda em funções, cuja opinião não veicula a dos meus colegas dos órgãos sociais que vai a votos amanhã junto da Sede da ADASCA), é meramente pessoal.
É normal que cada vez se verifique menos a presença de dadores nos locais de colheitas. A culpa não é dos próprios, nem de algumas associações, sim, pela forma como são tratados no Serviço Nacional de Saúde – SNS, sem que o IPST e seus Centros Regionais fiquem isentos de responsabilidades. Os dadores passaram a ser considerados como elementos de custo/beneficio, o que tem motivado o cancelamento de brigadas e não ao agendamento de outras, pelo menos é o que tem acontecido em relação à ADASCA.