Vigilância nos matadouros reforçada para prevenir peste suína africana

Vigilância nos matadouros reforçada para prevenir peste suína africana

12 de Junho, 2019 0 Por Carlos Joaquim
A vigilância nos matadouros e a fiscalização a produtos de caça comercializados com a restauração vão ser reforçadas para prevenir a peste suína africana, segundo um diploma hoje publicado.
O plano de ação para a prevenção da peste suína africana 2019-2021, hoje publicado em Diário da República, prevê ainda outras medidas preventivas como o reforço dos controlos de estrada à movimentação de javalis e de espécimes caçados e a redução das populações de javalis.
O plano prevê a realização de um censo nacional sobre o javali e a implementação de um plano de correção da densidade das duas populações, em colaboração com as organizações do setor da caça (OSC), um aumento das ações de fiscalização da limpeza e desinfeção de veículos e um reforço da vigilância nos matadouros e do plano de vigilância sanitária da caça maior.
No diploma, o ministro da agricultura, Capoulas Santos, na foto, lembra que a peste suína africana (PSA) “continua a expandir-se a nível mundial com ocorrência de novos focos” na Europa, tanto em suínos domésticos como em javalis.