Federação Portuguesa certifica Escola Municipal de Natação

27 de Dezembro, 2017 0 Por Carlos Joaquim
Estarreja é exemplo pelo trabalho de encaminhamento dos atletas para a competição

A Escola de Natação de Estarreja foi certificada pela Federação Portuguesa de Natação (FPN). O vice-presidente da direção, Alexsander Esteves, esteve no Complexo de Desporto e Lazer de Estarreja para entregar a Placa e Diploma de Certificação da Escola de Natação de Estarreja, nível 1, no passado dia 19. 
Se por um lado esta chancela representa o “reconhecimento” do trabalho desenvolvido por toda a equipa da Escola de Natação de Estarreja e “da prestação do serviço que é feito à comunidade”, por outro “traduz algo que está por trás, ou seja, a organização, o trabalho e o prosseguir de um objetivo”, reagiu o vice-presidente da Câmara Municipal de Estarreja e responsável pelo pelouro do Desporto, Adolfo Vidal. Do ponto de vista dos utilizadores, “ficam com a certeza que se continua a trabalhar no aperfeiçoamento, em qualidade e na procura da melhoria contínua”.
A FPN desenvolveu este projeto de certificação, com o objetivo de melhorar e/ou reconhecer a qualidade do ensino em várias Escolas de Natação Portuguesas. O vice-presidente da Federação Portuguesa de Natação acrescentou que o projeto “Portugal a Nadar” tem também a ambição de “massificar a modalidade”. Atualmente, 87 entidades encontram-se em processo de certificação, que estabelece vários níveis: 0, 1, 2 e 3. Conhecedor da realidade estarrejense, o porta-voz da FPN está convicto que “o Município de Estarreja poderá chegar em pouco tempo ao nível 3”.
Destacou as “boas condições” do CDL, por ser “muito bem localizado e tem tudo para albergar outras áreas da natação, como por exemplo polo aquático, sincronizada, natação adaptada e natação master”. Outra componente muito importante para a federação é a “boa relação” existente entre o Municipio e a Secção de Natação do CDE – Clube Desportivo de Estarreja.
Estarreja é um “case study”
Alexsander Esteves elogiou a “política de canalização dos nadadores das escolas de natação” e o facto de “serem absorvidos pelo clube local o que para nós é muito bom. Não é comum encontrar casos como este”, salienta o que faz de Estarreja um “case study” que merece ser apresentado na próxima convenção de natação. Estarreja constitui um “caso exemplar, de grande expressividade” que deve ser partilhado junto de outros municípios. E que acaba por ter resultados desportivos interessantes. “O CDE participou este ano pela primeira vez nos campeonatos nacionais da 2ª divisão em Leiria e estiveram muito bem classificados”, adiantou.
Esse relacionamento da Escola Natação com o CDE foi de igual forma valorizado por Adolfo Vidal. Trata-se de uma “colaboração exemplar. Trabalhamos na área da escola e o CDE trabalha os atletas em termos de competição”.
A Escola de Natação de Estarreja funciona em dois polos locais, o Complexo de Desporto e Lazer de Estarreja e a Piscina Municipal de Avanca, e fomenta a “prática desportiva junto dos mais novos e dos mais velhos”, afirmou o vereador do Desporto. Movimenta um total de 834 alunos, na sua maioria (671) crianças e jovens entre os 3 e os 17 anos. Frequentam ainda as aulas de natação locais 79 bebés dos 6 meses aos 3 anos e 84 adultos.
Adolfo Vidal fez questão de lembrar que “as piscinas são dos equipamentos que mais exigem em termos de trabalho e manutenção diária”. O CDL “é o equipamento que mais utilizadores tem”, com uma média diária de 800 utentes, e “obriga a uma atenção constante” por força da “complexidade, diversidade e quantidade” dos seus equipamentos.

CÂMARA MUNICIPAL DE ESTARREJA

Praça Francisco Barbosa – 3864-001 Estarreja
Tel. (+351) 234 840 612 (Ext. 404)