China | Irmãos de 8 e 9 anos fazem 80 quilómetros escondidos debaixo de autocarro para ver os pais

02/12/2017 0 Por Carlos Joaquim
Menores arriscaram viagem porque tinham saudades dos pais, que trabalham longe de casa
Uma das crianças fotografada ainda debaixo do autocarro
Dois irmãos, de oito e nove anos, fizeram cerca de 80 quilómetros escondidos na parte inferior da carroçaria de um autocarro no sul da China, para ver os pais. As crianças, naturais da província de Guangxi, na China, só foram descobertas pelo motorista a meio do caminho entre as aldeias de Nazuo e Baise, numa altura em que o autocarro estava parado para que os passageiros pudessem esticar as pernas.
Os dois irmãos queriam ver os pais, que lhes tinham dito que trabalhavam em Baise, mas a viagem teria sido em vão: os progenitores trabalham afinal na província vizinha de Cantão mas tinham dito aos filhos que estavam mais perto. As crianças foram deixadas para trás pelos pais devido às rígidas leis da segurança social chinesa, que garante apenas o direito à saúde e educação dos mais novos nas províncias onde nasceram. Quando os pais querem emigrar, acabam por deixar os filhos menores para trás, uma vez que as crianças não têm garantida, por exemplo, a escola pública noutro local.
A medida do governo chinês, que procura evitar grandes concentrações populacionais em redor das grandes cidades, tem trazido graves problemas sociais, já que muitas crianças são entregues a familiares próximos durante os períodos em que os pais deixam o campo para trabalhar nas cidades e alguns chegam a ficar com problemas psicológicos ou a sofrer abusos.

Os dois irmãos, uma vez apanhados debaixo do autocarro, não quiseram explicar-se, indica o El País, citando a imprensa local, mas acabaram por confessar que arriscaram a viagem porque tinham saudades dos pais. Saíram ilesos, provavelmente porque o trajeto que fizeram, em zona montanhosa e de muitas curvas, obrigava o pesado a seguir devagar.

Fonte: DN