OS COMUNISTAS DE PLANTÃO E SUAS IDEOLOGIAS MIRABOLANTES

19/07/2017 0 Por Carlos Joaquim
João António Pagliosa
Em 1913, Vladimir Lênin, considerado o pai do comunismo, (um sistema governamental totalitário e ateísta), elaborou as ideologias
socialistas que resumo abaixo, para um comparativo com o que vivemos no Brasil, pelo menos nos dezesseis últimos anos.
Antes, permito-me esclarecer que a maioria do povo brasileiro não se dá conta de toda esta enxurrada de imoralidade que objetiva destruir nossas instituições mais fortes, e que sustentam nossa débil
democracia. A saber: a família, o estado de direito, o bem público, a religião, as forças armadas, nossas lideranças civis, políticas, e eclesiásticas.
Ninguém pode ser ingênuo, e acreditar que este mar de vergonha e corrupção que assola o país, não tem nada a ver com sua vida, com seu negócios, com sua liberdade, com sua qualidade de vida, com seu futuro e com o futuro de seus filhos e netos.
Veja as ideologias de Lênin:
1-Corromper os jovens e dar-lhes total liberdade sexual.
Eu considero que o governo vinha se esmerando em esculhambar esta importante questão. Em nome da irresponsável liberdade, estimulavam o pecado, a pornografia, o sexo mercantilizado, em total detrimento à moral e aos bons costumes.
2-Controlar todos os meios de comunicação.
Qualquer brasileiro minimamente racional entende o quanto os insanos petralhas, nos governos Lula e Dilma, batalharam para cercear a liberdade de imprensa.
Neste ponto preciso parafrasear Thomas Jefferson, que em 1787, declarou:”Se tivesse que decidir entre um governo sem jornais e ter jornais sem um governo, eu não hesitaria nem por um momento antes de escolher a segunda opção.”
Agora veja o que disse Lênin, em 1912:
”Dar à burguesia (povo) a arma da liberdade de imprensa é facilitar e ajudar a causa do inimigo. Nós não desejamos um fim suicida, então não a daremos.”
O italiano Antonio Gramsci (1891-1937) foi comunista ferrenho, e o maior ideólogo da censura à imprensa, e sabedor que a revolução pelas armas é inviável, sugeriu que os governos totalitários precisariam se impor envenenando a cultura de seus povos, envenenando o pensamento das pessoas e do país, estraçalhando sua própria linguagem e suas instituições mais nobres.
3-Dividir a população em grupos antagônicos e incitá-los a discussões sobre temas sociais.
Como temos visto acontecer estas questões, nos últimos anos. E o governo conta com providencial ajuda da mídia, que deveria estar no meio de toda esta confusão informando a veracidade dos fatos. Mas, não o faz… A mídia parece jogar contra, com excesso de ideologias nefastas e carência de pragmatismo. Muito lamentável!
4-Destruir a confiança da população e seus líderes políticos e militares e eclesiásticos.
Depois de tanta impunidade e de tanta manipulação de bens alheios, onde milhões de brasileiros perderam seu trabalho e a crença na justiça e nos seus homens públicos, vemos finalmente a Justiça agir com prudência e sabedoria e iniciar o engaiolamento de corruptos de carteirinha.
Nossos políticos, depois de tanta farra, começam a entender que não estão acima da lei. A condenação de Lula, é um ato que há muito os homens honestos desejavam…
5-Esbanjar dinheiro público, desacreditar o país interna e externamente e causar pânico e desconforto na população por meio do aumento da inflação.
Lembra você quanto dinheiro brasileiro foi “doado” para nações e republiquetas de ditadores esquerdistas/populistas? Quantas obras faraônicas em países vizinhos, com nosso país com sua infraestrutura sempre capenga.
Os governos Lula e Dilma quase quebraram a Petrobrás, e o BNDES e os Bancos Estatais iam pelo mesmo caminho… Se não houvesse um impeachmnet !
6-Elogiar e “brigar” pela democracia mas assumir o poder sem qualquer escrúpulos.
Vê como agem nossos governantes? Falam de uma forma e agem no sentido diametralmente oposto. Mentem descaradamente, como se fossemos incapazes de raciocinar e não tivéssemos nenhuma memória.
7- Promover greves, mesmo a ilegais, inclusive nas indústrias e
setores vitais para engessar o país.
As estranhas e repentinas ondas de greves que assolaram o país bem recentemente, precisam ser refletidas…
8-Promover distúrbios e contribuir para que as autoridades constituídas, não as coíbam.
O MST e o Vila Campesina são exemplos eloquentes. A CNBB, idem. Agora, só agora, os bispos da CNBB se tocaram sobre a situação crítica da Venezuela… Que vergonha!
9-Cooperar com a derrocada dos valores morais, da honestidade e da crença nas promessas dos governantes.
10-Desarmar a população e confiscar as armas, impossibilitando
qualquer resistência.
Felizmente o povo brasileiro votou NÃO ao referendo de 2005 que queria desarmar as pessoas de bem. Ficaria fácil demais para qualquer
bandido…
Curitiba, 19 de julho de 2017